• Dapes Investimentos

Aposentadoria: como investir no futuro?

Atualizado: 16 de ago. de 2021


Pensar em investir na aposentadoria já é um grande passo rumo a um futuro financeiro mais equilibrado. Quanto antes você se antecipar e começar a poupar, melhores serão as condições do investimento no futuro.


Mas existem diversos tipos de aplicações que podem se adequar aos planos de longo prazo. Então, como escolher entre os formatos?


Nesse artigo, conheça as opções existentes de investimento com diferentes maneiras de tributação e rentabilidade. Descubra quais os tipos de aposentadoria, o que é preciso para se aposentar e mais.


O que é?


A aposentadoria é um direito dos trabalhadores e consiste em uma remuneração concedida após anos de contribuição com a Previdência Social e ao concluir alguns requisitos mínimos relacionados ao trabalho.


Normalmente, a aposentadoria, tem a função de auxiliar as pessoas que não possuem mais condições de exercerem sua profissão.


Confira abaixo as opções mais citadas por especialistas quando se trata de investir pensando na aposentadoria:


Planos de Previdência Privada


Também chamados de previdência complementar, estes planos são voltados para quem investe no longo prazo com o objetivo de acumular um patrimônio ou uma renda extra para a aposentadoria.


O que mais diferencia o plano de previdência de outros investimentos é o regime de Tributação e Modelo:


PGBL x VGBL


PGBL - Imposto incide sobre o montante total, porém existe benefício fiscal.


VGBL - Imposto incide só sobre os rendimentos, porém sem benefício.


  • No modelo regressivo, a alíquota começa em 35% nos primeiros 2 anos, mas cai 5 pontos percentuais a cada 2 anos. Após 10 anos, a alíquota despenca para 10%, o menor do mercado — o que pode ser visto como uma vantagem tributária.


No regime progressivo, as alíquotas de IR variam de zero a 27,5%, dependendo do valor recebido no resgate do dinheiro investido e da renda bruta tributável anual do investidor. No momento do resgate, incide 15% de IR na fonte e esse imposto pode ser compensado na declaração.


Fundos imobiliários ou imóveis


Quem investe em fundos imobiliários (FIIs) compra uma pequena parte de um imóvel, as chamadas “cotas”. Um dos objetivos de quem investe neles é receber uma renda regular (os dividendos). Por isso, podem ser vistos como uma alternativa para complementar a renda da aposentadoria.


Ações que pagam dividendos


Investir em ações no longo prazo pode ser uma estratégia para obter ganhos mais robustos no futuro. Quando se quer formar um patrimônio, é preciso levar em conta não apenas a valorização do papel, que em geral acompanha o lucro das empresas, mas também os dividendos regulares que essas companhias pagam.


ETFs de grandes índices

Os fundos de índices (ETFs, ou Exchange-Traded Funds) também aparecem entre os indicados para planejar a aposentadoria. Eles nada mais fazem do que “copiar” o desempenho de índices da bolsa, como o Ibovespa, que reúne as principais ações da B3. Apesar disso, os ETF's no Brasil não pagam dividendos regularmente, o que pode ser um impeditivo para quem busca renda regular.


Papéis de longo prazo do Tesouro Nacional


Os papéis do Tesouro Direto atrelados à inflação (Tesouro IPCA+, as antigas NTN-Bs) também são apontados como alternativa de investimento com bons rendimentos para o longo prazo, além da opção de pagamento de juros semestrais.


Previdência Pública


por último, a previdência pública também é uma opção de aposentadoria, seguindo as regras do INSS.


Em síntese, a previdência social funciona como um seguro concedido ao trabalhador que realizou contribuições mensais durante um período. Ela é a responsável pela aposentadoria e por diversos auxílios e benefícios — disponível, especialmente, em momentos de vulnerabilidade.


Para contemplar todos os contribuintes e suas distintas modalidades, a previdência social aparece em mais de um tipo:


RGPS


O Regime Geral de Previdência Social (RGPS) rege a maior parte das relações trabalhistas. Ele envolve todos os trabalhadores contratados no regime CLT e que estão ligados ao INSS. Basicamente, inclui os profissionais do setor privado.


RPPS


Já o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) está associado a entidades públicas ou fundos de pensão específicos. Por sua característica, é composto principalmente de servidores públicos municipais, estaduais e federais.


Como escolher o investimento para aposentadoria


Aplicar no melhor investimento para aposentadoria pode ajudar você a parar de trabalhar mais cedo e ter menos dores de cabeça. Além de te ajudar a realizar objetivos e sonhos a longo prazo.


Assim, ao investir na sua aposentadoria você está fazendo a sua parte para um futuro mais seguro e tranquilo para você e sua família.


Pense sobre os seus objetivos financeiros, prazos, tolerância ao risco antes de investir para se aposentar.


Conte com a assessoria da Dapes para te orientar em todo esse processo!


Para acompanhar esses e outros conteúdos sobre investimentos acesse: www.dapesinvestimentos.com.br



FIQUE TRANQUILO: 5 OPÇÕES PARA INVESTIR NA APOSENTADORIA. Disponível em:<investnews.com.br/financas/futuro-tranquilo-5-opcoes-para-investir-na-aposentadoria/>. Acesso em: 25 nov. 2020.


TUDO QUE É PRECISO PARA SE APOSENTAR. Disponível em:<https://www.xerpa.com.br/blog/o-que-e-preciso-para-se-aposentar/>. Acesso em: 25 nov. 2020.

4 OPÇÕES DE INVESTIMENTOS PARA APOSENTADORIA. Disponível em:<https://blog.eqseed.com/opcoes-investimentos-para-a-aposentadoria-tranquila/>. Acesso em: 25 nov.2020


#dapesinvestimentos #aposentadoria #previdencia #inss #futurofinanceiro #investimentofinanceiro


11 visualizações0 comentário