• Dapes Investimentos

Tudo sobre a origem do dinheiro


O dinheiro, em seu estado atual, teve que passar por diversas transformações ao longo da história das civilizações. Antes de conhecermos esse facilitador do comércio, a sociedade utilizava o escambo como meio de negócio, ou seja, a troca de uma mercadoria por outra era a forma que a sociedade encontrou para conseguir adquirir os produtos que cada pessoa não conseguia produzir sozinha.


No entanto, de acordo com o desenvolvimento da sociedade, surgiram novas profissões, novos produtos e também novas formas de negócio. E onde e como o dinheiro passou a fazer parte desse desenvolvimento é o que vamos responder neste artigo.


Como e onde o dinheiro surgiu?


Com o surgimento de novos produtos e profissões, a troca entre uma mercadoria e outra passou a ficar cada vez mais injusta e as dificuldades nos negócios começaram a aparecer. A complexidade aumentou e foi necessário criar algo que pudesse facilitar o comércio, assim acontecendo a criação do dinheiro.


As primeiras moedas de ouro e prata foram fabricadas de maneira rudimentar, no século VII a.C, na Lídia, atual Turquia. Os signos monetários eram colocados nas peças por meio de cunhagem a martelo e considerados em sua valorização, além da nobreza dos metais utilizados.


Com o tempo, as moedas foram substituídas por metais menos raros e menos valiosos, preservando apenas a associação dos atributos de beleza e expressão cultural ao valor monetário de cada moeda, permanecendo estampadas nas cédulas e moedas até os dias atuais figuras representativas da história, da cultura, das riquezas e do poder das sociedades.


E o dinheiro no Brasil?


Criada em 1964, a Casa da Moeda do Brasil é a responsável pela emissão de dinheiro do país, mas nem sempre foi assim. Antes da sua criação, as moedas que circulavam em território brasileiro eram estrangeiras e a criação da Casa da Moeda se fez necessária para suprir a utilidade de uma moeda legitimamente brasileira.


Na história do nosso país, várias moedas foram usadas, como o cruzeiro e o cruzado, antes do atual dinheiro real. Figuras como Tiradentes e JK já foram homenageadas e atualmente temos a efígie simbólica da república de um lado e animais da fauna brasileira de outro.


Curiosidades


O Banco Central produziu a cédula de R$1 até 2005 e, apesar de não ser mais produzida, a nota ainda não saiu de circulação e pode ser aceita no comércio. Porém, é raro encontrá-las no mercado, a não ser nas mãos de colecionadores.


Em homenagem aos 500 anos do Brasil, em 2000, a nota de plástico de R$10 foi produzida pelo Banco Central de forma comemorativa e, apesar de não ter saído oficialmente de circulação, ela não é mais fabricada. Atualmente, com certeza, se tornou um item de bastante importância para os colecionadores de antiguidades e, se a nota de R$1 é uma raridade, esta pode custar ainda mais caro.


Gostou do artigo? Acompanhe e compartilhe esse e outros conteúdos sobre o mercado financeiro e investimentos nas nossas redes sociais.

#dinheiro #origemdodinheiro #bancocentral #casadamoeda #casadamoedabrasileira #mercadofinanceiro


Fontes:


https://investidorsardinha.r7.com/aprender/origem-do-dinheiro-historia/


https://www.casadamoeda.gov.br/portal/socioambiental/cultural/origem-do-dinheiro.html


https://mundoeducacao.uol.com.br/curiosidades/como-surgiu-dinheiro.htm


https://vocesa.abril.com.br/sociedade/a-origem-do-dinheiro-uma-historia-de-4-mil-anos/


6 visualizações0 comentário