• Dapes Investimentos

Como funcionam os Fundos de Investimentos?

Atualizado: 8 de set. de 2021


Nenhuma comparação é tão adequada para um fundo de investimento quanto com um condomínio. Você divide as despesas e a estrutura de serviços com outras pessoas para garantir sua contínua valorização.


As vantagens são muitas, mas, antes de investir, você precisa entender o funcionamento desta aplicação e como escolher os melhores fundos de investimento para você.


Continue a leitura e confira o guia completo com tudo o que você precisa saber sobre os fundos de investimentos:


  • O que são Fundos de Investimento?

  • Como funcionam os Fundos de Investimento?

  • Tipos de Fundos de Investimento

  • Fundos Abertos x Fundos Fechados

  • Quais as vantagens e as desvantagens?

  • Por que investir em Fundos de Investimento?


O que são Fundos de Investimento?


Um fundo de investimento é um meio de realizar aplicações financeiras de modo coletivo. O dinheiro aplicado fica sob o comando de um gestor, que por sua vez, realiza aplicações rentáveis para o fundo.


Ao participar de um fundo de investimento, o investidor passa a ter uma carteira que contém diversos tipos de ativos, o que gera sua rentabilidade por um modelo mais diversificado.


A estrutura dos Fundos de Investimento


Existe uma grande estrutura por trás de cada Fundo de Investimento. Cada um cuida de um determinado aspecto do investimento. Confira a seguir quais são eles e o que cada um faz.


Gestor (a) - O gestor ou gestora é quem decide em quais ações ou títulos investir. É responsável por controlar as compras e vendas de ativos.


Administrador (a) - O administrador ou administradora é a empresa ou grupo de empresas que cuida da rotina do fundo.


Custodiante - O custodiante é quem guarda os ativos do fundo. Como já mencionamos, ao investir em Fundos de Investimento, o gestor vai adquirir vários ativos para a carteira do fundo.


Auditor - O auditor independente é um dos pré-requisitos para que o fundo possa funcionar dentro da legalidade.


Distribuidor - O distribuidor é a entidade responsável por se relacionar com quem investe do fundo.


Como funcionam os Fundos de Investimento?


Para o investidor, os fundos de investimentos podem funcionar como uma aplicação normal, em que é feito um aporte e os rendimentos são podem ser monitorados pelo investidor periodicamente.


É preciso, porém, ficar atento às peculiaridades desse tipo de investimento, como o recolhimento do Imposto de Renda, as taxas (administração, performance e saída), prazos de resgate, política de investimentos, entre outras.


Tipos de Fundos de Investimento


A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) apresenta uma classificação de fundos de investimentos que se divide em quatro tipos principais: renda fixa, ações, multimercados e cambiais.


Fundos de renda fixa


Os fundos de renda fixa têm foco em retornos por meio de investimentos em ativos de renda fixa (também são aceitos títulos sintetizados via derivativos), com estratégias que impliquem risco de juros e de índice de preços. Não são aceitas aqui estratégias com exposição em renda variável, como ações.


Fundos de ações


A carteira dos fundos de ações é composta principalmente por ativos de renda variável, ações à vista, certificados de depósito de ações, bônus ou recibos de subscrição, cotas dos fundos de índice de ações, cotas de fundos de ações e Brazilian Depositary. Devem ter, no mínimo, 67% da carteira nessas aplicações.


Fundos multimercados


Os fundos multimercados são os mais dinâmicos e podem ter estratégias bem amplas e complexas, sem as restrições específicas de alocações em determinados ativos ou derivativos.


São fundos com políticas de investimento envolvendo diversos fatores de risco, sem o compromisso de foco em um ou outro fator em especial.


Fundos cambiais


Os fundos cambiais reúnem aplicações com pelo menos 80% da carteira em ativos (qualquer risco de crédito) relacionados diretamente ou sintetizados, via derivativos, a moedas estrangeiras. São interessantes para quem tem contratos em moeda estrangeira, por exemplo, a fim de proteção.


Fundos Abertos x Fundos Fechados


O fundo em que você está interessado é aberto ou fechado? Esse é um aspecto importante – entre outras razões, porque determina se, de fato, é possível fazer a aplicação ou não.


Nos fundos chamados de abertos, a aplicação e o resgate podem ser realizados nas instituições responsáveis pela distribuição das cotas – como bancos ou corretoras – quando o investidor quiser. Já nos fundos fechados, a entrada e a saída dos cotistas não acontece a qualquer tempo – e sim, apenas em momentos específicos.


Os fundos fechados recebem investidores durante o chamado “período de captação”. Quando esse prazo termina, não são admitidos novos cotistas, nem novos investimentos pelos antigos cotistas. Eles só poderão voltar a aplicar no fundo quando houver mais uma “rodada de investimentos”.


Quais as vantagens e as desvantagens?


As vantagens e desvantagens dependem de cada tipo de fundo e o local onde se aplica o dinheiro. Além do mais, algumas instituições cobram taxas de administração maiores do que outras.


Como vantagens é possível considerar a segurança, já que os fundos são registrados na CVM, a rentabilidade pode ser acompanhada diariamente e existe um gestor que cuida de toda a aplicação.


As desvantagens podem aparecer em fundos que possuem pouca liquidez, ou seja, o dinheiro não pode ser retirado antes de um tempo, principalmente em caso de urgência.


Além disso, alguns fundos de investimentos exigem valores mínimos elevados, o que pode dificultar o acesso a alguns investidores.


Por que investir em Fundos de Investimento?


Antes de investir, saiba que é preciso ter uma conta em uma corretora de valores ou um banco de investimentos em que você confie para investir em fundos.


Escolha uma empresa reconhecida no mercado, que tenha taxas atraentes, retornos interessantes e, de preferência, uma assistência confiável em todas as suas aplicações.


Entendeu o que são e como funcionam os fundos de investimento? Conte com a assessoria da Dapes Investimentos para te orientar em todo esse processo!


Para saber mais e acompanhar esses e outros conteúdos sobre investimentos acesse: www.dapesinvestimentos.com.br



O QUE SÃO E COMO FUNCIONAM OS FUNDOS DE INVESTIMENTO. Disponível em:<https://www.dicionariofinanceiro.com/fundos-de-investimento/>. Acesso em: 20. JAN. 2021.


COMO FUNCIONAM OS FUNDOS DE INVESTIMENTO? Disponível em:<https://www.onze.com.br/blog/fundo-de-investimento-como-funciona/>. Acesso em: 20 JAN. 2021.


FUNDOS DE INVESTIMENTO: um guia completo para aprender a investir. Disponível em:<https://www.infomoney.com.br/guias/fundos-de-investimento/>. Acesso em: 21 JAN. 2021.


O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO?. Disponível em:<https://artigos.toroinvestimentos.com.br/fundos-de-investimentos-o-que-sao>. Acesso em: 21 JAN. 2021.


FUNDOS DE INVESTIMENTO: como funcionam e como investir. Disponível em:<https://www.btgpactualdigital.com/blog/investimentos/fundos-de-investimento-como-funcionam-e-como-investir>. Acesso em: 21 JAN. 2021.


#dapesinvestimentos #fundos #fundosdeinvestimento #fundosabertos #fundosfechados #carteiradeinvestimentos #anbima #corretoradevalores #bancodeinvestimentos




20 visualizações0 comentário